terça-feira, maio 23, 2017

Ferramentas de Gestão de RH

Voltando ao tema da gestão de pessoas, chefia, liderança, e da dificuldade que é gerir pessoas, hoje deixo-te aqui algumas dicas que funcionam como ferramenta de gestão.



Já escrevi várias vezes sobre a importância de monitorizar, registar e avaliar todas as tarefas das pessoas que coordenas na tua equipa. Mas antes disso deves perguntar-te sobre quem é essa pessoa no local de trabalho? Porque é que precisas de a “gerir”, de coordenar (o termo coordenar parece-me mais correto e assertivo) essa pessoa? Lista o assunto que precisas de falar com ela, dedica algum tempo a pensar de que forma, onde e quando a irás abordar os assuntos que precisas ver esclarecidos!

Não te foques em questões de foro pessoal ou em ideias pré-concebidas que possas ter das pessoas que coordenas. Faz uma avaliação isenta do tipo de desempenho, produtividade e qualidade de trabalho dos teus Recursos Humanos, identificando os seus pontos fortes e os seus pontos fracos, para o desempenho das funções que lhes estão atribuídas.

Conseguir um desempenho extraordinário de pessoas comuns está nas tuas mãos, mas isso implica por as mãos na massa!  Neste caso, as tuas! A maioria dos chefes, ou líderes, só começa a gerir a sua equipa quando os timings estão estrangulados ou ultrapassados, quando a qualidade do trabalho é precária e ineficiente, ou simplesmente quando encontram uma falha recorrente. Por norma uma chefia atua para corrigir falhas. É este o tipo de chefia que queres ser? Acredito que não.
Por isso é importante que a tua atitude e a tua gestão comece desde o primeiro dia, não deixando que a situação se torne numa incontrolável bola de neve.

Preparar a pessoa com a devida antecedência, treinar os recém-chegados com dinamismo e agressividade q.b., acompanhar e avaliar permanentemente o desempenho, e acima de tudo, recompensar as conquistas do trabalho árduo, são fundamentais para o bom desenrolar do trabalho no teu departamento.
Mas cuidado com a agressividade, para que a tua atitude não seja conotada com uma liderança implacável e tirana. Lembra-te que uma equipa deve ser multidisciplinar, composta por várias pessoas, com várias formas de estar na vida, com diferentes comportamentos, atitudes, motivações e expectativas. Cada profissional é diferente um do outro e por isso deves adaptar a tua atitude aos diferentes estilos. A isto chama-se inteligência emocional, e tu, a empresa ou organização onde trabalhas, a tua equipa, beneficiam tanto mais quanto melhor fizeres o teu trabalho: Boa Gestão de RH!

Concordas?
Diz-me o que pensas sobre este assunto? Partilhas da minha opinião?
Qual é  a tua experiência? Queres saber mais sobre este assunto?

Sem comentários:

Analytics