segunda-feira, julho 03, 2017

Sentes-te motivado a agir de forma correta?


De uma forma geral as pessoas sentem-se motivadas a agir de forma correta, facto pelo qual o dinheiro pode representar uma desmotivação. Por exemplo: Convidas uns amigos para jantar lá em casa. O que achas que vai acontecer se eles insistirem em pagar? O mais provável é deixares de os convidar! Outro exemplo é o voluntariado. Achas que faz algum sentido alguém receber dinheiro quando está a fazer voluntariado. Isto poderia representar um insulto para a pessoa a questão. Isto deve-se ao facto de a pessoa sentir que está a “fazer bem”, que “está a ajudar alguém”, motivo pelo qual uma recompensa financeira representaria uma enorme desmotivação.

As pessoas têm dois tipos de motivações: as internas e as externas. As motivações internas surgem naturalmente, são as que nos fazem sentir mal e de consciência pesada quando falhamos no nosso propósito. Já as externas podem estar ligadas a recompensas financeiras ou prazos limite. Mas as motivações externas podem anular as motivações internas e tornarem-se contra producentes enquanto ferramenta de motivação. Por exemplo: Quando a escolinha do teu filho decide introduzir uma coima aos pais que chegam atrasados, ou fora de horas, para apanharem os filhos ao final da tarde. O que acontece é que os pais passam a ir apanhar os filhos mais tarde. O entendimento é que esta multa, passa a ser um serviço prestado pela instituição e não um motivo de encorajamento no acompanhamento da vida escolar dos filhos.


Por outro lado, as pessoas têm um forte sentido de justiça que nos leva a censurar os maus atos dos outros. O conceito de “honestidade” é muito importante para as pessoas. A disponibilidade das pessoas para contribuírem para o bem comum é muito influenciado pelo conceito de justiça. Quando as pessoas têm o conceito de justiça mais desenvolvido, estão mais dispostas a contribuir. Daí ser importante saber qual a perceção que as pessoas têm sobre os comportamentos e qual a necessidade de os alterar, qual o seu sentido de justiça, e qual o impacto que certas medidas podem ter ou como serão entendidas pelas pessoas, ainda que essa medida seja para o bem e benefício de todos.

Gostaste deste artigo? Deixa-me a tua opinião!

Sem comentários:

Analytics